Twitter

CUT AC > LISTAR NOTÍCIAS > AGÊNCIA DE NOTÍCIAS > O BRASIL VAI PARAR DIA 15/6

O Brasil vai parar dia 15/6

11/06/2019

O Brasil vai parar nesta sexta-feira (14) em vários ramos de diversos Estados e municípios contra a reforma da Previdência, contra os cortes na educação e por mais empregos.

Escrito por: MANOEL FAÇANHA

O Brasil vai parar nesta sexta-feira (14) em vários ramos de diversos estados e municípios contra a reforma da Previdência, contra os cortes na educação e por mais empregos.

A paralisação será reforçada pelos estudantes e docentes das universidades federais e estaduais de todo o país.

Acre

A paralisação desta sexta-feira (14) busca impedir a aprovação da reforma da Previdência no congresso nacional. No Acre estão programadas mobilizações com piquete nos locais de trabalho local de algumas categorias às 7h da manhã. Depois, tem ato na Praça da Revolução, no centro de Rio Branco, às 10h, de onde sairá um cortejo em defesa da Previdência pública e solidária e da educação pública e mais empregos. À noite, tem noite cultural no Cine Recreio e show na Gameleira.

A presidente da Central Única dos Trabalhadores do Acre (CUT/AC) Rosana Nascimento, confirmou que os trabalhadores em educação irão aderir à Greve Geral do dia 14 de junho. Rosana explicou que o movimento será em defesa da educação pública e de qualidade, contra os cortes de verbas, pela aposentadoria e por mais empregos. “Convocamos todos os professores e funcionários de escolas, inclusive os provisórios para engrossarem nossa mobilização nacional agendada para esta sexta-feira (14)”.

Rosana Nascimento esclareceu que a paralisação não vai prejudicar os alunos, já que há um planejamento especial de reposição de aulas. “É um movimento importantíssimo para a classe trabalhadora no sentido de preservação de seus direitos, hoje bastante ameaçados, assim como da sua aposentadoria integral”, diz Rosana Nascimento, deixando claro que a paralisação também é em favor da educação pública e de qualidade.

A paralisação desta sexta-feira (14) busca impedir a aprovação da reforma da Previdência no Congresso Nacional. E, segundo a organização, um argumento favorável para o trabalhador da área de educação cruzar os braços diz respeito à proposta maléfica do Governo Federal de reforma da Previdência, onde pelo atual sistema o professor precisa contribuir por 25 anos, com idade mínima de 50 anos para solicitar o benefício, não contribuir por 30 anos para poder requisitar o direito a aposentaria depois de completar os 60 anos, assim como está posto no projeto de reforma da nova Previdência.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DO ACRE
Rua Major Salinas, 60| José Augusto | CEP 69900-776 | Rio Branco | AC
Fone: (068) 3223.5760| www.cut-ac.org.br| e-mail: cutacre@yahoo.com.br